4 de out de 2011

Venenos de nosso cotidiano


Sabe aquele câncer que um amigo, parente seu, ou parente de algum amigo seu, teve?
E aquelas notícias que cada vez mais casais tem problemas de fertilidade e recorrem a inseminações? Sabe aqueles graves problemas hormonais que os médicos observam em pessoas cada vez mais jovens que, uma vez há muito tempo, você ouviu mencionar em um programa de entrevistas na televisão?
O que acontece é que nós humanos estamos produzindo cada vez mais substâncias sintéticas, estima-se que são mais de 100.000. Elas estão distribuídas em produtos que usamos diariamente (cosméticos, produtos de higiene e limpeza, inseticidas e até mesmo em um simples potinho plástico que utilizamos para armazenar comida). São produzidas para “melhorar” os produtos que temos disponíveis.


Os alimentos também entram nesta lista pois absorvem estas substâncias através de muitos pesticidas. Todos os alimentos que nós ingerimos, com exceção dos orgânicos, têm exposição direta ou indireta aos pesticidas, que também possuem muitas dessas substâncias em sua composição.


Muitas dessas substâncias sintéticas são permanentes, ou seja, não são absorvidas ou transformadas na natureza e permanecem no corpo dos animais e dos homens. Há décadas estão se acumulando em nosso organismo e as passamos de geração em geração através do aleitamento materno.
As substâncias se acumulam na cadeia alimentar e multiplicam seu potencial prejudicial pois, potencializam umas às outras quando dentro do mesmo organismo. Muitos estudos já foram feitos que comprovam a permanência delas nos organismos.
Sugiro leitura do site “Nosso Futuro Roubado” , espaço criado por homens preocupados com as próximas sete gerações. As consequências da presenças destas substâncias são seríssimos, como problemas hormonais que afetam o desenvolvimento sexual, perda da fertilidade (machos produzem menos espermatozoides), cânceres das mais diversas formas. Em países desenvolvidos, estudos mostram que a quantidade de espermas caiu cerca de 50% nos últimos 50 anos, e casos de desenvolvimento sexual masculino. Veja a lista das 10 substâncias tóxicas mais presentes em nossas residências:


1- Bisfenol A (em inglês B.P.A)
O que é isso: Substância química utilizada em produtos plásticos de consumo. Usada para dar transparência ao meterial
Encontrada onde: Garrafões d’água, mamadeiras, filmes plásticos, resinas plásticas de embalagens de alimentos.
Ameaças sobre a saúde: O Programa Federal de Toxicologia dos EUA concluiu que há alguma preocupação a respeito dos efeitos sobre o cérebro e o comportamento de fetos e crianças pequenas sob os atuais níveis de exposição.
O que se deve saber: Mudar para produtos de vidro quando possível.


2- Oxibenzona
O que é isso: Uma substância química utilizada em cosméticos.
Encontrada onde: Protetores solares, protetores labiais e hidratantes.
Ameaças sobre a saúde: Conectada a disfunções hormonais e baixo peso dos nenês aos nascerem.
O que se deve saber: Em torno de 97% dos norte-americanos tem esta substância em suas urinas, no entanto os atuais níveis de exposição foram considerados seguros.


3- Fluoreto
O que é isso: Forma iônica do elemento químico básico flúor .
Encontrada onde: Pasta de dente, água tratada.
Ameaças sobre a saúde: Neurotóxica e potencialmente carcinogênica se engolida; a Associação Dental Norte-americana adverte que crianças abaixo de 2 anos não utilizem pasta de dente com fluoreto.
O que se deve saber: Pesquisas governamentais dos EUA ratificam os níveis de fluoreto na água encanada. No entanto pesquisas de exposição em longo prazo e sobre o câncer estão sendo feitas.


4- Parabenos
O que é isso: Substância química de preservativos sintéticos.
Encontrada onde: Produtos tipo hidratantes, de cuidado pessoal e para barbear.
Ameaças sobre a saúde: Causa disfunções hormonais e câncer em animais de laboratório.
O que se deve saber: A FDA (Food and Drug Administration) considerou os níveis atuais em cosméticos seguros, mas produtos livre de parabenos já estão no mercado dos EUA. Os produtos chineses não passam por nenhuma inspeção antes de serem exportados para o Brasil.É um grande risco compra-los.


5- Ftalatos
O que é isso: Substâncias químicas que conferem aos plásticos a capacidade de resiliência e flexibilidade.
Encontrada onde: Brinquedos infantis, capas de chuva, cortinas de banheiro, pisos de PVC ou vinil, detergentes, embalagens de alimentos, xampus.
Ameaças sobre a saúde: Pesquisas com animais mostram redução do número de espermatozoides e anomalias no aparelho reprodutor; evidência de ligação ao câncer de fígado em humanos.
O que se deve saber: Congresso dos EUA fez passar ma lei, em 2008, banindo seis ftalatos de brinquedos e cosméticos. Fuja dos brinquedos chineses, onde esse tipo de substância é usada para baratear o produto.


6- Butil-hidroxi-anisol/BHA
O que é isso: Um aditivo que preserva gorduras e óleos em alimentos e cosméticos.
Encontrado onde: Goma de mascar, salgadinhos e petiscos, cremes para assaduras de nenês que usam fraldas.
Ameaças sobre a saúde: Pode provocar câncer em animais de laboratório.
O que se deve saber: BHA é difícil ser evitado em alimentos, mas o governo está limitando seus níveis.


7- Ácido Perfluoroctanóico
O que é isso: Um componente da camada anti-aderente dos produtos com TEFLON.
Encontrado onde: Água encanada, panelas e utensílios com camada anti-aderente.
Ameaças sobre a saúde: Foi detectado de que causa disfunções hormonais e anomalias no aparelho reprodutivo em pesquisas com animais e seres humanos.
O que se deve saber: A EPA está pressionando os fabricantes a eliminá-lo até 2015. Até lá, evite aquecer panelas vazias de Teflon em alta temperatura.E quando começarem a descascar, descarte-as imediatamente.


8- Perclorato
O que é isso: Um oxidante de combustível de foguetes.
Encontrada onde: Água encanada, solo, alguns vegetais.
Ameaças sobre a saúde: Disfunção na produção de hormônios da tiroide.
O que se deve saber: Grupos ambientalistas dos EUA estão exigindo do governo o abaixamento dos níveis desta substância na água encanada. O perclorato forma-se numa combinação química natural, mas pode ser evitado.




9- Éteres Decabromodifenil
O que é isso: Um retardador de chamas.
Encontrado onde: Produtos eletrônicos, móveis, carpetes, painéis de carros.
Ameaças sobre a saúde: Déficit permanente de aprendizado e da memória.
O que se deve saber: Seguindo a advertência da EPA, a indústria iniciou a eliminação desta substância nos EUA, a partir de dezembro de 2009.


10- Amianto ou asbesto
O que é isso: Um mineral fibroso que ocorre naturalmente.
Encontrada onde: Aquecimento domiciliar, “drywall” ou placas pré-moldadas, toras artificiais de lareiras, brinquedos, etc.
Ameaças sobre a saúde: Mesotelioma (um câncer fatal que ocorre nas camadas mesoteliais da pleura, pericárdio, peritônio e túnica vaginal do testículo).
O que se deve saber: O asbesto ou amianto não são identificados nos rótulos dos produtos. Enquanto a maioria dos fabricantes vêm abandonando seu uso, ainda não foi banido pelo governos dos EUA. No Brasil ainda se encontra desse tipo de telhas e caixas d'água, mas seu uso vem sendo substituído por outros materiais como o plástico reciclado.

Nenhum comentário: